Resiliência é o Princípio da Inteligência Emocional.

28.08.2020

 

Você se considera Resiliente?

 

A resiliência pode ser desenvolvida através de técnicas de PNL, e Hipnose. Podemos desenvolver a capacidade de lidar com os problemas, com as adversidades e com as dificuldades...

 

A resiliência é a capacidade que a pessoa tem de lidar com problemas não importando o tamanho do problema... (por exemplo, a pandemia, corona vírus, medo de morrer... doenças... saber lidar com a Corrupção que pode ser o principal problema do país atualmente... Drogas. Desde 2012 aparecia em 1º lugar entre os temas mais graves... Violência... Lentidão da justiça... Saúde... Desemprego... Problemas familiares, etc.).

 

Resiliência é a capacidade de se adaptar as mudanças que são necessárias fazer no decorrer da vida,  mesmo que sejam difíceis, mas se adapta as mudanças; Por exemplo, não fumar mais, Não beber,  (Melhorar os hábitos alimentares, fazer atividade física, mudança profissional, relacionamentos afetivos, relacionamentos profissionais, cuidados pessoais, organização e tantas outras adaptações.)

 

- Resiliência é saber superar obstáculos. Por exemplo, pobreza, fome. (Zezé Di Camargo e Luciano, em Goiânia, passaram a morar num barraco de dois cômodos. O telhado era remendado com papelão e latas e seu Francisco arrumou emprego como servente de obra. Dona Helena trabalhava como lavadeira! Veja -  Luiza Trajano (Magazine Luiza) trabalhou como balconista na loja dos seus Tios. Hoje comanda uma das maiores redes de varejo do país.

 

- Outro milionário, Antônio Saraiva (Habib´s) foi um personagem com perfil de muita resiliência. Aos 17 anos estudava cursinho de medicina pela manhã em enquanto a noite completava o ensino médio, alimentando o sonho de se formar em medicina. Na primeira vez prestou 5 vestibulares e não passou. No ano seguinte prestou seis vestibulares e não passou e no terceiro ano consecutivo prestou mais seis vestibulares, e foi aprovado na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, seu lema era “Não desista, é preciso caminhar”.

 

- Seu pai comprou uma padaria em são Paulo, após 19 dias, foi assassinado. Como sendo o filho mais velho, Antônio Saraiva decidiu trancar a faculdade e seguir com o negócio do pai. A falta de dinheiro e de funcionários fez com que ele precisasse literalmente colocar a mão na massa, sendo um dos responsáveis pelos pães e outros produtos da padaria.

 

Após um ano de trabalho, vendeu a padaria e voltou para o curso de medicina, passando por crises, voltou ao comércio como vendedor de pastéis. (Prosperou com os pratos árabes, o Habib´s possui cerca de 20 mil colaboradores e mais de 420 restaurantes distribuídos em mais de 20 estados do Brasil.) 

 

- Resiliência é resistir à pressão de situações adversas – choque por passar por um acidente, ou receber a notícia de uma morte, estresse por um projeto ou negócio tão esperado ser reprovado, algum tipo de evento traumático, por exemplo: abuso sexual, violência física e psicológica, Assalto, Enchentes, Vendavais, Perca de entes queridos.

 

- Então como vimos, resiliência significa que nós temos em saber e conseguir lidar com situações adversas, com os obstáculos, superar pressões, enfrentar os problemas, agir e reagir positivamente e se manter em pé firme e forte sabendo controlar o nosso psicológico e o nosso emocional sem entrar em conflito.

 

Compreender aceitar e superar as adversidades, ser flexível, ter habilidade e serenidade em seguir a nossa jornada de vida sem perder o controle, mesmo quando parece dar tudo errado.

 

A fénix é um pássaro da mitologia grega, egípcios, chineses... entre vários povos que, quando morria, entrava em autocombustão pelo calor dos raios do sol e passado algum tempo, ressurgia das próprias cinzas. “Uma ave muito resistente que viveria 500 anos! Ela surgiu, milhares de anos antes de Cristo, representando a imortalidade e os ciclos da natureza”. O renascimento espiritual, a perpetuação, a ressurreição, a esperança que nunca têm fim.

 

Quando temos a resiliência desenvolvida podemos nos comparar à fênix! Resiliência é renascer das cinzas. Quando muitos nos julgam como derrotados, ressurgimos, renascemos das cinzas e das dores, às vezes ferida e machucada mas cada vez mais forte e com mais vontade de lutar e vencer!

Você com certeza já ouviu falar no João Bobo, que uma vez passava no globo esporte. O famoso boneco que mesmo você empurrando, batendo e chutando, balança, balança e volta a ficar em pé novamente, não cai. Aquele boneco da história do João bobo, que de bobo não tinha nada. É considerado exemplo de resiliência!

 

Os treinadores e lideres adoram se valer da personagem do João Bobo como exemplo de resiliência, que é a capacidade que a pessoa tem em se adaptar as diversas situações e lidar com os contra tempos e acontecimentos inoportunos de forma equilibrada e cautelosa sem perder as estribeiras.

 

É o caso invulnerável do boneco João Bobo. Que na sua aparência e no seu silêncio foi construindo uma base fixa e uma consistência de resistência no corpo, inflável, podendo receber empurrões, socos, chutes, e até tombar, só que consegue voltar a ficar em pé em poucos instantes. Por causa disso, é usado como exemplo de resiliência, pois se recupera rápido e se mantem firme mesmo sabendo que vai receber mais influencias externas. Por que, ele está bem estruturado com uma boa base e assim acontece com a gente também.

 

Quando enfrentamos barreiras a as superamos e damos a volta por cima é porque fomos resilientes. É a capacidade máxima que nós temos de suportar pressão e se manter em estado normal de equilíbrio, isto é, o limite da resistência que uma pessoa tem em receber grande quantidade de energia negativa e se manter calmo, tranquilo e seguro.

 

Se se abalar e surtar diante os fatos, acontecimentos ou eventos.

 

Agora medite se você conseguiu notar alguma semelhança com as pressões, obstáculos e problemas que sofremos. É assim que acontece com a gente no dia a dia.

 

Se conseguirmos aprender a tombar e levantar novamente, então temos uma base física, psíquica e espiritual que nos faz retomar o equilíbrio. Podemos até adoecer, mas se recuperar novamente, nos deprimir, mas imediatamente reagir. Temos que ter fé para continuar apesar das frustrações.

 

Essa energia que tiramos não sabemos bem de onde. E que nos torna aptos de superar as instabilidades e colocar tudo nos eixos novamente, exige certa autoconsciência: devemos saber que problemas não são bons, mas que todos os têm é claro, mas também não são de todo ruins. Elas nos ajudam a evoluir e trazem-nos grandes lições.

 

Uma pessoa consciente que entende as nuances da vida humana, sabe que o que está acontecendo com ela também acontece na vida das outras pessoas e que deve procurar aprender a administrar as mudanças as interferências as inconstâncias.

Enxergar a adversidade como uma chance de crescimento e aprendizado, - só enxergar isso já é um desafio! Como toda disputa e discórdia ou discussões, pode não ser fácil no início, porém, ao entender que obstáculos, problemas e situações adversas são parte integrante de nossa vida e que é, sim, possível crescer com eles a pessoa se torna cada dia mais próxima do desenvolvimento de uma inteligência emocional.

Resiliência é e sempre será uma das competências que as empresas mais buscam em profissionais, executivos e líderes e entre todos seus colaboradores, porém é vital a gente entender, compreender e incorporar a importância dessa competência e colocá-la em prática, agora mesmo para a estruturação da nossa personalidade.

 

 Resiliência significa voltar ao estado natural, voltar ao estado inicial, após sofrer qualquer interferência ou pressão externa. O Bob Esponja é uma representação perfeita para entendermos a resiliência, porque mesmo sofrendo pressão, interferências, influências violências, sofre de infiltração e mesmo assim ele volta ao seu estado normal.

 

Quando é esmagado, amassado e é libertado ele volta à sua forma original. Você pode amassar com um pedaço de concreto ao tirar o concreto ele volta ao normal. Você pode encharcar com água suja e espreme-lo, ao soltá-lo, volta ao normal. Você pode pisar nele e ao tirar o pé ele volta ao normal. Isso é ser resiliente.

 

Carlos Drummond de Andrade considerou a resiliência, uma das maiores capacidades do Ser Humano: “A dor é inevitável, o sofrimento é opcional”. Passamos por interferências, porém podemos optar por não sofrer. Resiliência é a capacidade de lidar com problemas e com as nossas fraquezas, devemos nos fortalecer para alcançar os nossos sonhos, metas e objetivos.

 

Muitas pessoas que participam nas Paraolimpíadas, por exemplo, podemos admirar o desempenho incrível de muitos atletas que foram titulados como incapacitados.

 

Pelo período das grandes mudanças do mundo moderno, das tecnologias vinda a todo vapor, em todos os dias novos programas e novas técnicas e ferramentas digitais.

 

Planeta considerado pelos expertos superpovoado, catástrofes naturais e artificiais acontecendo a cada momento. Podemos considerar a resiliência como a habilidade mais importante a ser desenvolvida no século 21.  Com tantas mudanças devemos ser capazes e flexível para lidar com novos desafios e novas situações a cada dia. 

 

Empregos deixando de existir, pandemia, corona vírus, crises financeiras mundiais, corrupções e mais corrupções, tecnologia mil por hora. Mudanças acontecendo a todo o momento e nós nos sentindo uma bolinha de ping pong, sendo lançados para tudo quanto é lado, cheios de incertezas. Está aí a necessidade de desenvolver a resiliência.

 

Resiliente pra valer é você ser você mesmo, o tempo todo!

 

Felizmente conseguimos ser nós mesmos cultivar o autoconhecimento o tempo todo, ser observadores de nós mesmos. Desenvolver o hábito de refletir sobre cada fato observado, todas as ações, atitudes e comportamentos e isso nos ajuda a desenvolver à resiliência.

 

Aqui se um conselho eu fosse dar, diria vamos começar a praticar a resiliência. Porque muitas mudanças acontecem e muitos obstáculos precisam ser enfrentados constantemente. Quem não é resiliente, não sabe mudar de rumo em sua vida quando é necessário. Muitas pessoas se empreendem em uma possibilidade das infinitas que existem, com muita pretensão, porém com as interferências, dificuldades e adversidades muitas vezes se frustram, sua mente fica tensa e se fecha.

 

 Depois não tem energia e nem discernimento de fazer uma análise e uma autoanalise da situação  e fazer um nova escolha diante das infinitas possibilidade que o universo nos apresenta e acaba esmorecendo na vida, e não vê mais um novo caminho a seguir, muitas vezes desistem de tentar de novo e de novo. Ou seja, não têm a resiliência desenvolvida.

 

Por causa de ter criado muitas expectativas no que empreendeu toda pretensão pode ser uma ilusão e toda ilusão é um sofrimento. A pessoa que tem este conceito formado diante das adversidades da vida perde o foco e a serenidade em qualquer situação que foge do seu controle e de sua rotina, fica perdido e não encontra saída.

 

O Autoconhecimento nos mostra quando e como mudar nossa forma de pensar e, principalmente, traz à Luz de nossa Consciência as limitações e potencialidades que fazem parte da nossa essência de vida e que ainda estava inconsciente em nossa mente. O autoconhecimento nos leva a conhecer as nossas emoções e os nossos sentimentos e a cada ponto a ser melhorado para poder conseguir colocar tudo sob o nosso controle.

 

Um bom começo é se livrar da “síndrome de Gabriela” - eu nasci assim, eu cresci assim, eu sou mesmo assim, vou ser sempre assim, e o mundo precisa me aceitar assim. Ou seja, ir à contramão da resiliência é sinal de comodismo, ignorância de quem não a tem resiliência!

 

Uma boa continuidade é acreditar no movimento EU SOU O QUE SOU!... Do Conde de Sant Germain (meados dos anos 1600), porque – se Eu sou -, eu sei que Eu posso tudo... O Conde nos deixou um testamento - “Eu Sou senhor do meu mundo e Eu Sou a vitoriosa inteligência que governa o meu mundo, Eu Sou a única Presença que age no meu mundo”.

 

Claro que é possível desenvolver características de resiliência em pessoas! Existem treinamentos, pois a resiliência é o princípio da Inteligência Emocional. Técnicas de Coaching ajudam muito, mas cultivar o autoconhecimento e a coragem para sair o quanto antes das zonas de conforto que eventualmente nós nos colocamos deveria ser a principal ideia, de quem quer ser ele mesmo. Ser forte e capaz de enfrentar tudo com equilíbrio.

 

Ser resiliente não é apenas manter a calma ou manter a forma, é conseguir ter a convicção e a certeza de ser capaz de obter tudo o que quiser ter. É a disposição afinca com determinação e persistência de se tornar uma personalidade estruturada, segura e serena.

 

Se analisarmos a vida das pessoas de sucesso, abundantes e prospera que eu citei acima encontramos característica fundamental. Essas pessoas tinham a capacidade de se levantar em momentos de frustração e fracasso.

 

Muitas vezes, o “Não” é a melhor oportunidade para conseguir um “Sim”, desde que se reveja o que foi feito e se trabalhe com afinco pelos objetivos traçados.

 

Isso implica que todos nós podemos vencer desde que com muita disposição buscamos a habilidade de começar e dar continuidade para levar a cabo os nossos anseios. Não se trata apenas de se tornar um milionário, mas acima de tudo conseguir transformar dificuldades em vitórias pessoais.

 

Paz e Luz !

 

Alice Follmann

 

Please reload

Profissional de Terapia Holística, Parapsicóloga Alice Follmann

Sou palestrante, parapsicóloga...

Sobre Alice Follmann
Receba atualizações

Você receberá um e-mail para confirmação!

Posts Destacados

COMPREENDA OS 4 ELEMENTOS DA MUDANÇA COM INTENÇÃO DE REPROGRAMAR PARA O PROPÓSITO DE PROSPERIDADE: - O que você escutava quando criança?

25.09.2020

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Siga
  • Facebook Black Round
  • Twitter Black Round
  • YouTube - Black Circle
Procure pelos Tags
Please reload

EbooK Gratuito Em busca da vida 4 Passos para superar a Depressão

© 2015 criado com Wix.com

Rua Marechal Castelo Branco, 98 - Missal /PR 

 

Todos os direitos reservados à Alice Follman - O Estudo da Mente