Descubra agora se você tem Carência Afetiva e como suprir esta necessidade


Existe uma diferença entre a carência da afetividade e a falta de atenção.


A carência afetiva é um elemento do interior da pessoa, muitos não sabem diferenciar os dois e os misturam. Para entender melhor a diferença irei ilustrar a Fatal de Atenção e depois focaremos apenas na Carência Afetiva.



Quando quero mostrar algo para alguém, quero que a outra pessoa pare e preste atenção, ouça, veja e compreenda o que está sendo mostrado, isso é dar atenção a alguém, a algum fato, dando suporte, ajudando e dando a atenção necessária para a via do fato.


Então, quando uma criança que cai e se machuca, não se deve dar atenção ao choro e sim ao ferimento. É preciso fazer o necessário para que o ferimento seja harmonizado ao invés de dar atenção ao choro o que desencadeia depois o problema da falta de atenção.


A Carência Afetiva


Muitas pessoas vivem no estado de carência uma vida inteira, a carência pode ser mais intensa ou menos intensa, pode durar horas, dias, meses ou anos em algumas pessoas por falta de preparação e autoconhecimento.


Por incrível que pareça a maioria das pessoas esperam suprir a carência afetiva com o que recebem das outras pessoas, e assim vive um estado de carência permanente, eu sei que não é nada fácil chegar a este nível de consciência, eu mesmo levei um bom tempo de minha vida sem saber lidar com a carência. A verdadeira fonte para suprir a carência afetiva parte de dentro para fora, do nosso interior, do nosso “Eu”.


Para que você possa suprir a carência afetiva deve sentir amor próprio, amar a si mesmo para depois amar ao próximo como a si mesmo. “É Bíblico”, e não esperar ser amada.


Se você quer receber amor, sinta amor pelas pessoas, à lei da reciprocidade nunca falha. Quer ser amada? Ame! Quer receber um abraço? Abrace! Quer receber um carinho? Seja carinhosa! Quer receber algo em troca? Dê! Quer receber um sorriso? Sorria!


Cuidado! Se você é carente afetivamente é comum entrar em um relacionamento confuso, pois busca no outro o amor que não consegue ter em si mesmo.


Lembrando! O amor é um sentimento intimo e individual e só sente amor quem tem amor por algo ou alguém, o amar é ser feliz fazendo a outra pessoa feliz.


Portanto, a carência afetiva só é preenchida quando você sentir amor por si mesmo e pelas pessoas e amar o próximo como a si mesmo. Principalmente amar, pai, mãe e irmãos e fazer de tudo para que eles sejam felizes.


Na realidade se você sente carência afetiva é porque ainda não aprendeu a sentir amor pelas pessoas, não sabe amar, ou teve uma família onde o amor e o amar não eram praticados. Em alguns casos pode vir de alguma perda de contato de uma pessoa querida, como nos casos de morte ou de abandono.


Uma criança adotiva pode ter esse problema. Muitas pessoas que sofrem com a carência afetiva podem buscar suprir essa suposta carência nos alimentos, nas bebidas, na sexualidade ou até mesmo nas drogas.


Na psicoterapia devemos buscar as causas a harmoniza-las. E a pessoa deve aprender a se valorizar para desenvolver a autoestima e o amor-próprio. Entender que, quem tem amor por alguém e sabe amar está completa afetivamente e não tem carência.



Deixe seu comentário ou uma pergunta abaixo.


Cadastre-se na nossa lista e receba em primeira mão nosso conteúdo.

Profissional de Terapia Holística, Parapsicóloga Alice Follmann

Sou palestrante, parapsicóloga...

Sobre Alice Follmann
Receba atualizações

Você receberá um e-mail para confirmação!

Posts Destacados
Posts Recentes
Siga
  • Facebook Black Round
  • Twitter Black Round
  • YouTube - Black Circle
Procure pelos Tags
EbooK Gratuito Em busca da vida 4 Passos para superar a Depressão

© 2015 criado com Wix.com

Rua Marechal Castelo Branco, 98 - Missal /PR 

 

Todos os direitos reservados à Alice Follman - O Estudo da Mente