CÂNCER DE MAMA

O que é a psique humana? E o câncer de mama?.


- De acordo com Carl Jung, a psique humana consiste nos processos psíquicos que podem ser conscientes ou inconscientes.


Sigmund Freud, o pai da psicanálise, defendeu a noção que a psique humana está dividida em três partes: id (parte inconsciente), ego (parte consciente) e Superego que é a nossa moral a moral que cada um se formou... A Teoria da Psicanálise de Sigmund Freud... O superego é responsável por “domar” o Id, a nossa mente inconsciente... Ele é responsável para reprimir os instintos primitivos, a nosso intuição que manifestamos que não são compatíveis aos valores morais e culturais do momento.

Para os nipônicos titi, mama é um conceito relacionado à figura de esposo, pai. A mama significa o prover, o leite materno. Quando o feminino se revolta contra o masculino ou figuras de poder sobre ela... Se sente submissa e inferior. Vivificando emoções e sentimentos de indignação e revolta em seu coração, seus seios absorvem e podem desencadear doenças.


Toda e qualquer doença nas mamas tais como; tumores, nódulos, bloqueio de ducto lácteo, significa estresse, ressentimento, descontentamento profundo em relação aos indivíduos que exercem simbolicamente um papel de ator, ou de poder de domínio sobre ela. Tal como: esposo, pai, irmão mais velho, sogro, pastores, chefes, gestor enfim pessoa que exercem um poder sobre a mulher.


Se uma mãe não possui leite para amamentar o seu filho, isso significa a ausência de consideração para com o esposo e seu pai. Se você passou por situações ou está passando pense e medite um pouco o que se está passando na sua mente, consciente ou inconscientemente.

- A escassez de leite materno, mostra também que a mulher que deu à luz a criança tem medo de que a criança recém-nascida esteja roubando a nutrição do seu organismo... Porém ainda, tem muitas mães que nem querem amamentar, por medo de danificar os seus seios.

- Quando a pessoa de sexo feminino entra em conformidade com todas as pessoas que a palavra pai lembra ou traz lembranças como genitor que é uma das principais influências na personalidade humana, ela se harmoniza e cura completamente!


A harmonização e a superação acontecem pela identificação dos conflitos, pela associação de ideias, e acima de tudo a desassociação dos descontentamentos e os ressentimentos que carrega em sua alma.

- Quando a mulher se irrita com alguém próximo ou ainda que esteja tentando controlar a vida dela, ela sente dores ou pontadas nos seios isto significa que está reverberando muitas emoções negativas que lhe faz muito mal. Principalmente se essa pessoa é o marido ou alguma figura de homem em sua vida.

- Habitualmente as mulheres que tem ciúmes, inquietas, desconfiadas, possessivas passam a ter problemas nas mamas. Pois as mamas representam o ceder, doar e o movimento livre do fluxo da vida. Se a mulher tiver comportamento de domínio sobre seu marido, tirando a liberdade dele e sentindo medo de perder a sua liberdade, impondo-lhe a sua opinião e se não consegue dominar vai acarretando problemas nos seios.


Quando a mulher tem a pretensão de que a vida dos dois seja do jeito dela. Não tem nada de errado a mulher ser independente. Alias acho que deve ser independendo e viver o fluxo natural da vida, sentindo- se merecedora de tudo que é bom. Mas com respeito vivendo, convivendo o compartilhar da vida.


- As doenças de mama surgem principalmente quando a pessoa dominada, “esposo, pai, irmão, pastor”, começa a reagir ao comportamento da mulher dominadora. Aí a mulher não sabe como lidar e controlar os seus sentimentos e suas emoções em relação ao confronto, e o corpo paga por isso.


A mulher que fica sustentando todos problemas da casa, suportando todas as dificuldades e as adversidades do seu lar. Vive aflita e apreensiva com seus filhos doentes, com dificuldade financeira, passando por necessidades. Sente que a carga de responsabilidades é muito pesada.


Sofrendo por falta de apoio por parte de seu esposo que não reconhece seus esforços, sem duvidas este sentimento como diz a Letra e música de Fera Ferida de Maria Bethânia - Não vou mudar / Esse caso não tem solução / Sou fera ferida / No corpo, na alma e no coração. - O que acontece? O universo reverbera mais do mesmo e causará estragos físicos nos seios.


E a revolta contra o sexo oposto simboliza o lado esquerdo da pessoa e neste caso muito provavelmente terá problemas no seio esquerdo.

Não estou falando isso para criar casos e nem para colocar medo em nada e em ninguém, muito pelo contrario é para você identificar e compreender o que pode estar acontecendo com você e assim tomar consciência para fazer a revira volta. A qual pode ser feito através de um dialogo aberto e amigável. Para ajudar a salvar vidas e manter a saúde perfeita.


Se você tem a pretensão de ser reconhecido por alguém, principalmente por parte alguém do mesmo sexo terá problemas no seu lado direito, que neste caso seria a mama direita.


Se você reverbera autocobrança a respeito da sua falta de sucesso e prosperidade, assim como também ter a pretensão de possuir a atenção e reconhecimento alheio, em querer ser reconhecido e não recebe a devida atenção e o devido reconhecimento que você espera. Mais uma vez o sofrimento se remete ao seio direito.

Preocupar-se em demasia com o devido reconhecimento não é benéfico para o seu bem estar e sua saúde. Pois sempre que intencionamos e alimentamos a esperamos e não recebemos o reconhecimento pelos nossos atos é gerada em nós uma grande decepção e ficamos desapontados. Vamos compreender que o nosso reconhecimento não vem nesta dimensão ela vem em outra dimensão.


A maioria dos gênios e os seres de luz que fizeram uma grande diferença na humanidade foram reconhecidos depois de morto.


- O ódio, a magoa, raiva e ressentimentos mais cedo ou mais tarde, se transformarão em alguma somatização psicológica e patológica. O ódio à raiva e a mágoa produzem acido duas vezes mais forte que o acido de bateria de carro. Se pingar uma gota de acido de bateria numa calca jeans ela fura. Agora imagina duas vezes mais forte. Esse ácido corrói as partes moles dentro de nós. As nossas vísceras, fígado, estômago, intestinos, bexiga etc.



Quando criamos expectativas muito grandes e altas em relação às pessoas e essas expectativas e elas não se concretizam, acabamos nos sentindo seres desprezados e desvalorizados, pois temos dificuldades de compreender que nem sempre os outros entendem que necessitamos de alguns reconhecimento, de alguma valorização, um afeto ou elogio para nos dar força.


- O que acontece com a gente neste caso? Os nossos sentimentos em relação a estas pessoas entram em conflito e esses sentimentos entram em conflito com nós mesmos também.


E nos recolhemos numa autocomiseração, sentimento de pena de si mesmo, sentimentos de abandono e revoltados, criando conceitos e crenças limitantes de menos valia!


É necessário admitir que as pessoas possuam seus próprios valores, você tem os seus e os outros os deles também. E que elas também podem estar se decepcionando constantemente com outras pessoas, com as quais elas também esperam delas aquilo que, talvez, nunca recebam. O que pode ser muito importante para você, pode não ser importante para os outros, - devemos compreender isso.


As crenças de cada um devem ser respeitadas, se são verdades ou não para você. Temos que parar de se sobrecarregar com problemas que podem ser desancorados, deixados para traz, ou quem sabe compartilhados com alguém, se soltar um pouco mais, escolher ser feliz, leve e solto.


É importante lembrar e compreender caso sua verdade for desrespeitada, com certeza você se sentirá desapontada e magoada, e assim à outra pessoa também! Então, seja uma mulher desprendida, solta e harmoniosa, que com certeza isso te fará muito bem.


Saiba que a verdadeira guerreira não é aquela que carrega o mundo nos seus lombos, mas, sim, a que sabe ser livre e soberana, independente, parceira, afetiva, terna, amiga e organizada e certinha.


A verdadeira companheira (o) é paciente, afetiva (o), alegre, amável, atenciosa (o), atento, cortês, deferente, gentil, respeitoso, feminina, elegante, culta, esperta. Mas, também, consistente em suas decisões e forte e sábia para organizar sua família e sua casa. Determinando afazeres para cada um para o desenvolvimento comportamental de seus filhos, marido e criados.


Quando não atribuímos responsabilidades aos filhos e outros, os incapacitamos, se tornam pessoas irresponsáveis. A falta de responsabilidade impede que as pessoas se fortaleçam para enfrentar o mundo lá fora. É necessária que saibam agir quando não estamos ao seu lado.


A mãe, esposa ou mulher que faz com que todos sejam subordinados e dependentes dela, transformando-se no centro de tudo. Acarretam transtornos para si mesmos e criam vários “monstrinhos” caseiros, sem iniciativa e determinação.

- O que fazer então? Lembre-se que tudo muda nada fica para sempre do mesmo jeito, estamos a cada dia evoluindo, livre-se o mais depressa possível de conceitos e pensamentos antigos. Reconstitui a sua maneira de ser, ver e fazer as coisas. Aceite críticas, opiniões e ideias novas ou contrarias. Aceite quando as suas ideias não são colocados em prática ou quando discordam de você e também saiba discordar sem problema nenhum, sem conflitos e remorsos internos.


Devemos seguir o fluxo natural da vida e a mesma deve fluir e receber constantemente a energia cósmica. Assim como os fios da luz elétrica da nossa morada recebem a eletricidade, não sabemos ao certo como funciona a eletricidade, mas fazemos bom uso da mesma nos beneficiando. Então a dica é; solte relaxe não tente controlar ninguém, não cause pressão sobre nada e ninguém, não somos donas do mundo e de ninguém.


Somos todos tripulantes da mesma aeronave que voa pelo espaço. Na busca da felicidade de formas diferentes. Se ame, temos valores, virtude e qualidade e precisamos reconhecê-los. Faça aquilo que tens paixão de fazer, que te dá prazer e alegria de viver. Superar e que deve esperar algo dos outros e se afaste desse sentimento de autopiedade, de coitadinha.


Agora imagine você se sentir livre para ser você mesmo, feliz e satisfeita com sua profissão, com sua família, seu parceiro, seu pai enfim sem a necessidade de exigir “aquele” reconhecimento que antes necessitava ter por falta de autoconhecimento. E quando alguém reconhecer os seus talentos e suas virtudes serão uma grande alegria para você. Seja sempre forte, capaz e merecedora.


O mais importante é você se valorizar, o reconhecimento dos outros terá pouca importância, observe que as pessoas vivem suas próprias vidas, não esperam reconhecimento, elas vão fazendo e fazendo a sua vida acontecer.


É claro e que elas também sentem a necessidade de querer ser reconhecidos e amados, mesmo que não façam aquilo que você esperava deles. Lembre-se estamos na mesma aeronave.

Acredite que a pessoa que vive ao seu lado dá o melhor de si, dentro de seus limites é claro. Incentive-os a reconhecer seu próprio talento ou qualidade e eles passarão a enxergá-la com mais respeito.





Abraços

Paz e Luz!

Alice

Profissional de Terapia Holística, Parapsicóloga Alice Follmann

Sou palestrante, parapsicóloga...

Sobre Alice Follmann
Receba atualizações

Você receberá um e-mail para confirmação!

Posts Destacados
Posts Recentes
Siga
  • Facebook Black Round
  • Twitter Black Round
  • YouTube - Black Circle
Procure pelos Tags
EbooK Gratuito Em busca da vida 4 Passos para superar a Depressão

© 2015 criado com Wix.com

Rua Marechal Castelo Branco, 98 - Missal /PR 

 

Todos os direitos reservados à Alice Follman - O Estudo da Mente