Aceitando a proteção e ajuda no processo de superação da depressão



Aceite a proteção dos outros e as respostas do corpo no processo da depressão.




Quais sinais que o corpo dá?


As respostas do corpo: insônia, dores de cabeça, nervos a flor da pele, sono em excesso, arrepios pelo corpo, ondas frias ou de calor, coração acelerado, suadores, tremedeiras, estomago pesado, gastrite, úlceras, etc.


O que tudo isso significa?


Não há problema de que outras pessoas cuidem de você um pouco. Aceite a compreensão e a proteção dos seus familiares, parentes, amigos, companheiros e colegas.



Entenda que o que está acontecendo contigo é real, (todos nós nos machucamos e somos lesados a todo instante), sua ferida emocional é real, debilitante e dolorosa. Não há problema se os outros sabem e te ajudam a proteger. Pouco importa o que as outras pessoas pensam, sentem, falam ou fazem. Seja tão valente ao ponto de aceitar a proteção e a ajuda das pessoas queridas, que te amam e querem o teu bem. Acredite!


A harmonização da depressão está muito além dos sintomas que o corpo manifesta. Na medicina logo se trata os sintomas e por incrível que pareça a partir daí faz o diagnóstico e prescreve remédios.


Mas é preciso ir mais longe, precisa ir a procura das causas. Torna-se necessário a intervenção com terapias alternativas e complementares para um diagnóstico mais completo e profundo. Só assim a harmonização é verdadeiramente possível.


A maioria dos profissionais da saúde demonstra a pouca atenção que é dada às causas que levam alguém a depressão. E mais, não só as causas que não dão a devida atenção, como também aos passos mentais que foram dados pela pessoa inconscientemente, para que a depressão pudesse se instalar. Sabemos da existência da depressão física, exógena e a endógena.


Como diferenciar os 3 tipos de depressão e onde buscar ajuda para superar.


No entanto a maioria das vezes a depressão é exógena, ou seja, são manifestações do inconsciente de algo que já está imprimido nele anteriormente desde a vida intrauterina e se manifesta no momento presente por acontecimentos, sentimentos, emoções, fatores idênticos já gravados na memória.


Como já vimos nas matérias anteriores, cria-se na mente um emaranhado de crenças, conceitos e uma cadeia de reações que precisam ser entendidos para se dar o iniciou do processo de superação e harmonização da depressão.


As terapias alternativas e complementares consistem em proporcionar à pessoa que está com os estados emocionais alterados, a possibilidade de conhecer o caminho da superação da depressão e ao mesmo tempo conhecer de onde se veio e para onde se vai.


Conhecer a si mesmo é o primeiro e indispensável procedimento para que o depressivo possa se harmonizar. Trabalhando o ser humano com uma visão do todo, Mente - Corpo - Espirito. As terapias levam a pessoa a novas atitudes, tornando-se um dos melhores métodos de reprogramação dos estados emocionais proporcionando uma personalidade estruturada.


Buscar conhecer-se, mas saber e não fazer e agir são a mesma coisa que nada.



Vamos lá! Vamos conhecer algumas falas do nosso organismo, algumas respostas que o corpo nos dá mediante as manifestações daquilo que está em desarmonia em nossa vida.


- A insônia é uma das primeiras respostas que o organismo nos dá. Pensamentos negativos repetitivos mantem o cérebro congestionado, ondas cerebrais bem acima do normal, para dormir o cérebro necessita reduzir a frequência dos neurotransmissores.


O deprimido não consegue se desligar, “As borboletas mentais ficam batendo”, e a pessoa se estressa cada vez mais, procurando fazer um esforço para relaxar e dormir. Recorre-se com muita facilidade a remédios para diminuir a ciclagem e induzir-se ao sono.


Com terapias de relaxamento e respiração é possível alcançar o mesmo resultado, e priva-se o organismo de químicas. Com remédios cria-se então uma dependência, nem que seja psicológica. “sem meu comprimido, não dá!” Não consigo dormir de jeito nenhum!


- A pessoa sempre está se queixando de alguma coisa, dor de cabeça e enxaquecas frequentes, caroço na garganta, peito apertado e sufocado, fadiga, cansaço generalizado, molezas, mal estar inexplicável.


- Estresse muito grande, os nervos sempre a flor da pele, demonstrando o estado fragilizado da pessoa, ela fica sensível demais, se irrita com facilidade, uma palavra já é suficiente para fazer uma tempestade em copo d’água. Tornando-se apática e desanimada, com tédio, vazia. Enfraquecida moralmente, desanimada e com falta de coragem diante da vida. Então a pessoa busca fugir, e de forma muita perigosa, em vez de insônia, sono em excesso. Foge da realidade. Anula-se, não se aceita, muito menos enfrentar ou resolver os problemas que afligem a sua alma.


Muitas podem ser as sensações que compõem o quadro somático depressivo: tremedeiras, sudoreses, medos, coração acelerado, ondas de calor ou frio, arrepios no corpo todo, falta de ar, medo de morrer.


- Se algo não foi psicologicamente digerido o estômago pesa, nos avisando das coisas que foram engolidas e ficaram trancadas, não conseguindo digerir. Cheio de ressentimentos mágoa dificuldade de perdoar, remoendo o passado, dificuldade de aceitação e liberação do passado. O estômago e o intestino faz a mesma coisa que você, não soltam, nem se libertam. Causando um desconforto muito grande.


- Azia, gastrite, úlcera estomacal. São mensagens do corpo, é o inconsciente dizendo que você está com medo, sem libertação interior e a dissociação do passado, a harmonização e a melhora não acontece.


Os sintomas se apresentam das mais diversas formas, de pessoas para pessoas. Cada corpo responde e reage de acordo com o significado atribuído aos fatos, acontecimentos responsáveis pelo desencadeamento do estado depressivo.


Como eu disse o nosso corpo fala!


Você entendeu agora a linguagem do corpo? Os gritos de socorro!?


Me responde agora:


Você vive atento, e esperto suficientemente com os sinais?

Quem já te ofereceu ajuda até agora?

Quem pode ajuda-lo no futuro? Você ouve e aceita a proteção dos outros?


Lembre-se: o corpo apenas somatiza e responde com doenças. É a Alma que mais precisa de atenção e essas atenções provem e carecem de terapia.




Profissional de Terapia Holística, Parapsicóloga Alice Follmann

Sou palestrante, parapsicóloga...

Sobre Alice Follmann
Receba atualizações

Você receberá um e-mail para confirmação!

Posts Destacados
Posts Recentes
Siga
  • Facebook Black Round
  • Twitter Black Round
  • YouTube - Black Circle
Procure pelos Tags
EbooK Gratuito Em busca da vida 4 Passos para superar a Depressão

© 2015 criado com Wix.com

Rua Marechal Castelo Branco, 98 - Missal /PR 

 

Todos os direitos reservados à Alice Follman - O Estudo da Mente