Como identificar os sintomas da depressão

10.03.2016

 

“A depressão grave revela-se um problema de saúde pública em todas as regiões do mundo e tem ligações com as condições sociais em alguns países”. Essa é a conclusão do relatório sobre o transtorno feito pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 18 países, de alta e de baixa renda, incluindo o Brasil. Publicado em Julho 2011 pela Uol.

 

O Brasil é o 3º País mais deprimido do mundo com 18,4%.

 

E este índice é resultado do desenvolvimento em que o país se encontra.

 

Vou falar mais sobre como vivemos a vida nos dias de hoje e qual a relação do cotidiano com a Depressão.

 

E nesta matéria você também vai ver:

 

- Como surge a depressão?

 

- Quais sintomas indicam que uma pessoa está depressiva?

 

A depressão afeta todas as pessoas, de crianças à idosos, homens e mulheres, ricos ou pobres. O que faz a diferença são as situações.

 

Pode vir já desde a vida intrauterina; e tudo que sentiu, viu, ouviu e vivenciou durante a sua vida, e pode também vir de heranças genéticas e psicogenéticas dos seus antepassados.

 

E ainda de alguns fatores do mundo atual.

 

Vivemos num mundo onde tudo corre mil por hora. Tem pessoas que se orgulham disso e pensam ter que acompanhar as mudanças. Mas acontece que o fato não está acontecendo de uma forma natural para o ser humano.

 

O que é natural para nós? Natural para nós é viver um ritmo de vida, daquilo, dentro do ritmo da natureza, o que ela nos dá. Nós no mundo moderno estamos fora do ritmo.

 

A maioria das pesquisas apontam o estado de São Paulo como um dos estados com maior índice de depressão. “Os dados referentes ao Brasil foram colhidos na região metropolitana de São Paulo, em 2009: 5037 pessoas participaram do estudo, que mapeou outros transtornos relacionados à depressão como ansiedade, pânico e fobias. Os resultados indicam que 44,8% dos paulistas já apresentaram algum transtorno mental, com frequência de 29,6% no ano anterior à entrevista.”

 

São Paulo é um estado que ilustra o que estou falando aqui. Onde a população enfrenta um dia muito corrido.

 

E esta árdua jornada afeta a todas as pessoas que não estão preparadas psicologicamente para enfrentar a vida agitada e sem tempo.

 

Como viviam os nossos antepassados? O sol nascia e acordavam cedo para aproveitar a luz do dia para poder trabalhar, olhar para o tempo e tentar arranjar comida para eles e para abastecerem as suas casas, e no final do dia, à noite, quando o sol se pôs iam para a cama, dormiam e aproveitavam para descansar, e poder acordar com o nascer do sol no dia seguinte.

 

O fato de viver este ritmo de vida trazia saúde e bem estar, não se falava tanto em estresse, doenças ou passar mal.

 

Viviam a vida conforme ela foi dada, no ritmo dela, isto era o mais natural que acontecia, agora não, agora tudo é feito a mil por hora. São pressões que a sociedade vive por causa deste modelo de vida moderna.

 

Mil projetos, e tem que ser bem sucedido em tudo. No passado, uma pessoa se fosse bem sucedida na sua profissão podia ser mau pai, mas era bem sucedido na sua profissão, era um homem de sucesso.

 

Agora sucesso é ter que ser bem sucedido em todas as dimensões da vida, tem que ser um excelente profissional, um bom pai, um bom filho, tem que ir a igreja, tem que ser voluntário para causas sociais, enfim ser bom em tudo, ser perfeito.

 

E para agravar ainda mais os problemas vem todas as ferramentas digitais como o Facebook, WhatsApp, as vitrines virtuais, o modelo da economia consumista. As pessoas só postam e enviam coisas boas, quando a vida corre bem, coloca lá no Facebook, “fiz um negócio digital ganhando em um mês mais do que um ano trabalhado”. Ou viagens aqui e ali, festas e eventos. Quando a vida corre mal, não colocam nada, não querem que as pessoas saibam, pois elas podem achar que não é bem sucedido.

 

As consequências disso é o que? As pessoas quando olham para o Facebook e ficam com a sensação de que todos os seus amigos estão bem na vida, todos eles, todos com coisas boas e nós ficamos pensando que é só com nós que as coisas não estão bem, então sentimos muito, ficamos deprimidos.

 

No mundo moderno falam muito de resiliência.

 

Resiliência é o que? A nossa capacidade tem que voltar a sua forma natural outra vez, se sentir inteiro de novo depois de uma adversidade ou uma interferência. E isso vai esgotando aos poucos, diminuindo o ânimo e a disposição dia após dia, aguentando uns 15 à 20 anos da nossa vida e quando começamos a ficar cansado de tanto esforço físico, emocional e psicológico, nos perguntamos - o que fiz com a minha vida? -  as doenças, a tristeza, e o peso vão tomando conta.  Mas tem os que acham que vão aguentar este ritmo por ambição e querer ter sucesso.

 

Devemos acreditar que a forma como o mundo está indo, não vai longe, não é natural não termos capacidade para vivermos num ritmo de vida tão acelerado, mas enquanto as coisas são assim temos que ter estratégias para ultrapassar isto. Por que a vida não espera por nós, nós temos que andar.

 

Para conseguir sucesso e desenvolvimento pessoal temos que avançar na vida. Avançar de forma natural para dar vida aos nossos filhos e netos aí sim sentimos que fizemos algo bom na vida.

 

Sofrer um grande desgosto, ter preocupação excessiva ou se sentir estressado pelo excesso de trabalho não significa necessariamente estar em depressão. Ou sentir uma tristeza de origem desconhecida.  Mas estas alterações podem ser o início e é necessário estar atentos para que não se prolonguem demasiadamente.

 

Podemos fazer o auto diagnóstico da depressão, ou se tem alguém na família que pode estar nesta situação, você pode observar o outro e perceber então se esta correndo o risco de entrar num ciclo de depressão ou não.

 

Os sintomas da depressão são vários, e o diagnóstico é confirmado como depressiva se você ou a pessoa aparece de forma regular no mínimo com cinco deles, isso dentro de um período de duas semanas ou menos, um dos sintomas deve ser a tristeza ou perda de interesse ou prazer.  O surgimento de um deve servir de alerta para se tomar uma providência antes que a solução se torne difícil.

 

Reconhecer a depressão através dos seguintes sintomas:

 

 

Ausência de alegria em qualquer atividade. Não existe motivo para fazer nada. Nem sequer para as atividades e companhias preferidas.

 

Estado de imensa tristeza. Surge o choro e o sentimento de desespero, muitas vezes sem o devido motivo.

 

 

Perda ou ganho de apetite e peso. Não há apetite em nenhum horário do dia, nem mesmo diante dos pratos mais saborosos. Em alguns casos, a pessoa tem apetite em excesso ou aumento de apetite quase todos os dias.

 

Alterações no sono. A insônia é mais frequente, embora às vezes a depressão venha acompanhada de excesso de sono.

 

Fadiga ou perda de energia. Sensação de fraqueza física. O próprio semblante mostra abatimento. A falta de cuidado pessoal se torna aparente.

 

Sentimento negativo para consigo mesmo. Surgem pensamentos de pouco apreço para consigo mesmo e falta de autoconfiança.

 

Lentidão ou agitação nos movimentos. Caminha ou fala de forma vagarosa e espaçada ou manifesta sensação de inquietação.

 

Sentimento de culpa. Surge o senso de culpa por coisas sem importância, bem como a sensação de fracasso.

 

Limitações na capacidade mental. O pensamento torna-se lento, diminuindo a atenção e concentração.

 

Sentimentos de menos valia. Como se os outros valessem mais e ela não.

 

Ideias ou intenções de suicídio. A pessoa depressiva pensa na morte como uma fuga. Pode chegar a planejar, tentar a até cometer o suicídio.

 

A vida pode ser comparada como um caminho e neste caminho existe buracos e você caiu num buraco, você pode continuar lutando para seguir o seu caminho, para conquistar coisas melhores.  Mas se a sua vida for um poço sem fundo, bem negativo é isso?  Você precisa de ajuda, se você se sente perto do abismo, então você tem que dar um passo a frente, cuidado você está precisando de muita ajuda.

 

É isso, mais uma vez repare na lista, cinco desses sintomas são o suficiente para estar em Depressão clinica, e para mim o mais importante de tudo, é se a história que você conta a ti próprio for bem negativa em relação a sua vida, então é preciso mudar isso, o truque é pensar assim, se ao invés disso como eu gostaria que fosse a minha vida?

 

Qual história eu me conto?  Se conto história negativa a mim mesmo a minha vida vai começar a ser exatamente assim. Existem autores que até falam, que se eu estou numa realidade que tudo é ruim, tudo para aonde eu olho é negativo, só reparo nas coisas ruins. Se no túnel da realidade você começa a ver coisas positivas de repente à vida se transforma.

 

Nesta matéria eu quis dar maior atenção à identificação deste mal que é a Depressão. E despertar em você a vontade de pedir ajuda.

 

Pedir ajuda nesta situação irá salvar a sua vida.

 

Vou estar abordando todos os pontos e aspectos que norteiam a depressão e como sair dela.

 

Para que você não perca nada. Cadastre agora gratuitamente e receba em seu email avisos de matérias novas toda semana.

 

 

Agradeço a sua disponibilidade e seu interesse para ver esta matéria. Continuem me acompanhado aqui no site O Estudo da Mente, pode me mandar e-mail, alicefollmann@outlook.com.br, faço atendimentos via Skype, então esteja a vontade se quiser me contatar se quiserer algum tipo de atendimento, estou disponível para você.

 

Fonte:

Melgosa, Julian. Mente Positiva: Como desenvolver um estilo de vida  saudável/ julian Melgosa; tradução Lucinda dos reis Oliveira – Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2009

Oliveira, Miguel – Portugal: Palestra 2º Congresso Nacional Online da Depressão: O caminho para a superação, 2016

 

 

 

Assista ao vídeo: Como identificar os sintomas da depressão
 

 

 

Please reload

Profissional de Terapia Holística, Parapsicóloga Alice Follmann

Sou palestrante, parapsicóloga...

Sobre Alice Follmann
Receba atualizações

Você receberá um e-mail para confirmação!

Posts Destacados

COMPREENDA OS 4 ELEMENTOS DA MUDANÇA COM INTENÇÃO DE REPROGRAMAR PARA O PROPÓSITO DE PROSPERIDADE: - O que você escutava quando criança?

25.09.2020

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Siga
  • Facebook Black Round
  • Twitter Black Round
  • YouTube - Black Circle
Procure pelos Tags
Please reload

EbooK Gratuito Em busca da vida 4 Passos para superar a Depressão

© 2015 criado com Wix.com

Rua Marechal Castelo Branco, 98 - Missal /PR 

 

Todos os direitos reservados à Alice Follman - O Estudo da Mente