Envelhecemos, e agora?

09.12.2015

  

Fases da vida, dos 56 aos 63 anos.

 

Entrar em cada etapa preparado é muito importante e nesta fase devemos entender de forma positiva às limitações físicas e as nossas virtudes a serem desenvolvidas e esta fase é a fase da intuição e do místico, que vão nos fazer envelhecer com dignidade e com qualidade de vida.

 

Alcançando a altura da aposentadoria, muitas vezes com problemas de saúde e de difícil aceitação psíquica. As folhas do outono já caíram, começa o inverno. Acontecem as reavaliações de valores, olhamos para traz, como foi a nossa vida, o que conquistei e o que não conquistei. Lamentamos o passado. Enchemo-nos de perguntas sobre a passagem do tempo e das conquistas. Se for uma personalidade negativa cai em depressão e se é alguém que sofre de normose só espera a aposentadoria, e se é um empreendedor aceita supera e sai para fazer grandes feitos.

 

Estudando a individualidade dos indivíduos de políticos, pastores, artesões, pintores, escritores, compositores, terapeutas, etc, da para perceber que 75% das grandes obras da humanidade foram criadas por pessoas acima de 60 anos.

 

A pessoa entra mais na sua espiritualidade, de muita meditação e misticismo, desenvolve a fase da sabedoria. A pessoa pode se tornar um verdadeiro líder “Guru”. Se olharmos como a humanidade se molda podemos perceber que nesta idade as pessoas ocupam altos cargos na humanidade, presidentes de países, papas, executivos de grandes corporações, pastores, aproveitando a nova forma de perceber as coisas pela intuição que agora aguça mais.

 

Uma grande maioria nesta fase fica mais livre para criar, porque as forças do ego e do eu se libertam do corpo, o verbo “Ter”, cede o passo ao verbo “Ser”, e assim descobrimos o verbo “Estar”, estar bem consigo mesmo, estar de bem com a vida, com a dimensão espiritual deve ser algo natural, valorizamos as partes que funcionam e as que não as compreendemos ou buscamos Terapeutas para harmoniza-las.

 

Nesta fase, as janelas do corpo começam a fechar-se para o universo exterior, abrindo as janelas do coração e da alma, que permitem apreciar o microcosmo sagrado que existe dentro de nós. Isolados dentro de nós mesmos, e olhamos criticamente ao nosso redor, ou de nós emana a verdadeira luz que agora foi interiorizada. Ou podemos ter nos tornado pessoas amarguradas e cheias de rancores.

 

Tornamo-nos mais serenos, os fenômenos do mundo já não causam tanto impacto em nós e percebemos que os meridianos diminuem sua energia naturalmente ou induzidos pelo corpo emocional de forma negativa, torna-se necessário equilibrar as emoções nas fases anteriores, se assim não foi, teremos que reformular o significado de algumas palavras do nosso dicionário: tristeza, sufocamento, raiva, amargor, medo, insegurança, vergonha, culpa, inflexibilidade, ansiedade, gula, dar a estas palavras um sentido positivo exige pensamento, sentimento, paciência, persistência e atitude.

 

As dificuldades físicas influenciam uma viagem que muitos não compreendem e viajam o mundo inteiro em busca de respostas, para finalmente encontrar o Deus interior, estava tão distante e tão perto, é uma vivência existencial surpreendente ao compreender que Deus não é um símbolo sentado no universo e sim uma vivência concreta ao alcance de todos nós com o Pai, Filho e Espírito Santo, impregnados nos corpos energético, espiritual, emociona, mental e físico.

 

Os cônjuges neste período nem precisam mais falar somente ficar horas e horas sentados juntos em silêncio para observar uma árvore sendo balançada pelo vento, um beija flor pousar na flor, por si só já expressa a harmonia em que os dois se encontram. Caso contrário se não encontram harmonia o casal se irrita facilmente e constantemente com os costumes do outro, (exemplo, roto, soltar os pum, forma de comer, roncar, etc...) desajuste total.

 

Compreendemos nesta idade que cada um tem o seu jeito sua forma e sua velocidade e tempo, que é único. Isso é um processo em que cada etapa deve adicionar valor à fase seguinte, quando fazemos mais do que esperado e quando nos diferenciamos, crescemos e desenvolvemos. Por isso o ser humano como um ser passageiro deve aproveitar cada experiência como um processo de aprendizado que será gravado no corpo energético e espiritual, toda essa gravação biográfica foi lapidada por meu Eu, e claro que poderia ter feito melhor, agora que compreendo a vida pretendo continuar sendo o piloto da minha aeronave. Protagonista da minha história.

 

Quem está na ativa nesta idade desenvolve uma poderosa visão de futuro, para contribuir e inspirar as futuras gerações. Prepara o terreno para que outros possam cultivá-lo, baseados numa conduta ética e moral.

 

Nesta fase, falamos pouco, observamos as tendências do mundo, ouvimos muito e fazemos ainda mais perguntas, quando as pessoas buscam respostas, estas perguntas levam eles discernir e a estimular a criatividade. Muitos velhos cultivam flores e o seu jardim passa a ser novamente importante; ou então confeccionam brinquedos para netos e netas. Ser avô ou avó pode ser um aspecto importante para a velhice. E quais são os netos que não gostam de escutar contos de fada, que vovô ou vovó sabem contar tão bem?

 

Um momento da vida em que administramos a energia espiritual de pessoas, grupos ou organizações induzindo-as a compreenderem de onde vieram, onde estão e qual e a razão da sua existência, para descobrirem a missão os valores que norteiam a visão individual e coletiva.

 

Gradativamente, à medida que as forças físicas vão diminuindo, a luz interna pode crescer – a luz externa da criança se interiorizou totalmente no decorrer da vida e o velho começa a luzir de dentro, cumprindo a sua evolução de ser humano na nossa terra, e levando esta luz metamorfoseada para além-morte, de volta ao cosmos. O medo da morte, que em muitos já existe desde a juventude, pode ser superado em grande parte pela consciência dos acontecimentos que ocorrem com a alma e o espírito após a morte. Já estuda pelos fatos das mortes aparentes, em que a pessoa foi e voltou a viver de novo. Na literatura antroposófica de Rudolf Steiner podem ser encontradas referências a inúmeros desses aspectos.

 

Fonte: http://www.antroposofy.com.br/wordpress/a-biografia-humana-9o-setenio-e-as-fases-tou.finais/#sthash.xftgOWzo.dpuf

 

Assista ao vídeo sobre a fase da vida dos 56 aos 63 anos e compreenda melhor esta fase:

 

Deixe seu comentário aqui em baixo. Deixe sua sugestão de assunto.

 

Please reload

Profissional de Terapia Holística, Parapsicóloga Alice Follmann

Sou palestrante, parapsicóloga...

Sobre Alice Follmann
Receba atualizações

Você receberá um e-mail para confirmação!

Posts Destacados

O QUE EXATAMENTE VOCÊ DEVE FAZER COM A PIZZA?

15.09.2020

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Siga
  • Facebook Black Round
  • Twitter Black Round
  • YouTube - Black Circle
Procure pelos Tags
Please reload

EbooK Gratuito Em busca da vida 4 Passos para superar a Depressão

© 2015 criado com Wix.com

Rua Marechal Castelo Branco, 98 - Missal /PR 

 

Todos os direitos reservados à Alice Follman - O Estudo da Mente